Criação de sites Goiania
Falar conosco! site do whatsapp

10 passos para implementar o inbound marketing na sua empresa

Mais de 10 anos no Mercado!

‘O marketing apresenta uma série de ferramentas diferenciadas para o mercado comercial, apresentando diferentes estratégias para a especialidade de cada área, adaptando-se ao público e as tecnologias vigentes. Uma vertente recente é o chamado inbound marketing.

 

Essa modalidade deixa de lado algumas práticas comuns da publicidade, modificando principalmente a maneira com a qual busca atingir o público. Se antes o objetivo era impactar o maior número de pessoas, hoje o foco é fazer algo mais direcionado.

 

Antigamente os veículos de grande circulação eram a melhor forma de anunciar os seus produtos ou serviços, por sua capacidade de atingir um número amplo de espectadores, que por meio de intervenções constantes seriam impactados pela sua mensagem.

 

Com o avanço das tecnologias de comunicação essa situação mudou, ocorrendo uma descentralização da atenção do público.

 

Por mais que a televisão ainda seja um dos maiores anunciantes, principalmente em grandes eventos, como o dia de alguma premiação televisionada ou final de um campeonato esportivo, o público atual se encontra em diversos outros locais.

 

Uma companhia que trabalha com a produção de displays personalizados até pode anunciar em uma dessas grandes cerimônias, mas além de ser um alto investimento, a empresa precisa estar atenta ao seu público, e se ele consome esse tipo de conteúdo.

 

E conteúdo é a palavra-chave quando se fala de inbound marketing, uma ferramenta que trabalha para conquistar o consumidor em diferentes fases do processo de compra, garantindo que ele esteja conectado à empresa de forma abrangente.

O que é o inbound marketing?

O termo inbound é algo que se refere ao ato de se locomover a um ponto específico, de preferência para dentro de algum lugar. Uma descrição perfeita para um dos grandes objetivos das funções do marketing, que é levar o público a um lugar específico.

 

Para a área de vendas, significa levar o consumidor até a finalização da compra, para o setor de comunicação direcionar esse potencial cliente até os serviços de uma companhia, para que ele possa incluí-la em suas opções futuras de compra.

 

O inbound marketing trabalha justamente com esse processo de entrada do usuário até o encontro da empresa, utilizando ferramentas que foram desenvolvidas junto ao avanço das tecnologias de comunicação.

 

Uma empresa de soluções em controle de acesso, por exemplo, pode usar dessas estratégias para que pessoas pertencentes ao seu público consumidor, como um profissional do ramo condominial, tenham o seu primeiro contato com a marca.

 

Diante desse contato inicial, a empresa pode desenvolver outras ações de marketing, que de forma aprofundada irão nutrir o desejo de compra do consumidor, até que ele resolva finalizar o processo de compra.

 

Buscando desenvolver todas as etapas de processo, o inbound marketing trabalha com estágios específicos para realizar uma completa conquista do público. Essas etapas lidam com direcionamento específicos como:

 

 

Por meio dessas orientações, um empreendedor que confecciona brindes personalizados para empresas consegue conquistar a atenção dessas empresas, conduzi-los até o processo de compras, e após isso, mantê-los conectados.

 

Mesmo sendo apenas 4 etapas, o inbound marketing possui processos específicos, que se adaptam a segmentação cada vez maior do público, que se encontra em diferentes plataformas, muitas vezes ao mesmo tempo, com interesses mútuos ou divergentes.

Como adotar o inbound marketing na minha empresa?

Se a sua audiência se encontra cada vez mais segmentada e com interesses específicos, a sua empresa precisa entregar uma comunicação que se conecte a ela em diferentes pontos, indo além da relação tradicional de anúncios na TV ou jornal.

 

Por meio de 10 dicas, esse texto irá te auxiliar no processo de adoção do inbound marketing às estratégias da sua empresa, garantindo uma melhor resultado aos seus números de venda, além de outros pontos ativos para a sua empresa.

 

A começar pelas etapas de atração, no qual o foco é iniciar esse procedimento de contato com o seu consumidor em potencial.

  1. Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é um grande companheiro das estratégias de inbound marketing, trabalhando no processo de entrada do cliente até a sua empresa. Ele trabalha com a criação de conteúdos interessantes, que servem como ponte entre o cliente e a marca.

 

Nessa fase, não é necessário uma citação clara da marca e dos seus serviços, podendo simplesmente abordar temas relevantes para o seu público, que por meio do consumo dessa obra começa a se aproximar do nome da sua companhia.

 

Como uma empresa que fornece serviços em TI (Tecnologia da Informação). Antes de falar sobre a qualidade dos seus serviços, essa companhia pode realizar matérias sobre consertos de computadores e assuntos similares, garantindo que alguém que se interesse pelo tema seja impactado.

 

Mas além do conteúdo, é preciso se preocupar com a forma na qual ele será distribuído.

  1. Sites e blogs

Se o foco do marketing de conteúdo é divulgar uma ideia e não um anúncio comercial, ao menos não nessa primeira fase, é necessário encontrar plataformas diferentes, nos quais a disponibilização dessas obras contará com a visualização do público.

 

Um dos meios de se fazer isso é por meio de domínios próprios na internet, como sites e blogs. Além da escolha entre esses modelos, a empresa pode também optar por manter os dois, usando o site como um portal de vendas e o blog como um contato institucional.

  1. Redes sociais

 

Não basta fazer um conteúdo de qualidade, que se conecta a fundo com a sua audiência desejada, é preciso confirmar que a mesma tenha acesso a esses canais, e as redes sociais são ótimas opções nesse sentido.

 

Por ser o local onde a maior parte do público se encontra, diante o crescimento constante desses sites, é o ambiente ideal para uma marca de mochilas promocionais interagir com o público, criando laços sem necessariamente falar dos seus produtos.

 

Após conquistar a atenção do público, é chegado o momento de convertê-los, fazendo com que eles deixem a posição de audiência e assumam o papel de clientes.

  1. Landing page

 

Com as visitas frequentes dos usuários ao seu site, já é possível começar o processo de conversão, por meio de estratégias que levem o seu visitante direto para a sua página de compras, por exemplo.

 

O que, no caso, é a função exata de uma landing page, uma página de destino cujo objetivo é a captura de informações do seu lead, esse consumidor em potencial. As landing pages podem fornecer um formulário, para que o público preencha com suas informações.

  1. Call to Action

Conhecido pela sigla CTA, a estratégia de call to action utiliza termos ou frases que orientam o usuário até uma ação específica desejável pela marca, como a compra de um produto, o acesso a um site ou qualquer que seja o seu objetivo.

 

As frases como ‘Ligue agora”, “Saiba mais”, “Continue lendo”, podem ser utilizadas por uma empresa que trabalha com camisetas personalizadas para uniformes em seu blog, para levar o seu visitante até o seu site de vendas.

 

A partir do momento que o cliente já está dentro do processo de comunicação, ou seja, conectado a sua marca, é possível desenvolver as técnicas para realizar a compra em si.

  1. Automação de marketing

Diversos processos podem ser atualizados com as novidades constantes trazidas pelas tecnologias, e o marketing não só se adapta a isso como utiliza essas novas ferramentas em seus processos.

 

A automação de um site e do processo de venda permite que o consumidor consiga realizar uma compra de maneira mais rápida, prática e assim eficaz.

  1. Nutrição do lead

Para concluir a compra é importante continuar a fortalecer a sua relação com os potenciais consumidores, por meio de conteúdos, promoções ou até mesmo lembretes, de um produto que continua esperando o cliente no carrinho de compras.

 

  1. E-mail marketing

Esse processo de compra também precisa ser estimulado por outras ferramentas do marketing, como o serviço de e-mail. Uma loja de produtos para a indústria pode divulgar promoções, como um desconto em um transmissor de temperatura.

 

O e-mail marketing permite uma comunicação melhor direcionada, com base nas informações recolhidas em processos anteriores. O e-mail também pode ser usado como uma ferramenta de fidelização do público, o passo seguinte dessa relação de compras.

  1. Satisfação do cliente

Cliente feliz, empresa feliz. É uma associação simples, mas essencial quando se pensa nas estratégias de marketing de um negócio. Até porque é pela satisfação do consumidor que é possível contar com o seu possível retorno, ou a indicação dele para outros clientes.

  1. Relacionamento ativo

Uma das metodologias do inbound marketing é acompanhar o consumidor durante todo processo de compra, e se engana quem acha que isso termina com a realização da compra.

 

Até porque conquistar um novo cliente custa mais do que manter o seu freguês atual. Uma comunicação específica pode trabalhar isso, com anúncio de presente para empresas, para uma companhia que comprou brindes comemorativos em uma ocasião anterior.

 

Por meio dessas técnicas, é possível contar com uma série de benefícios, tais como uma maior proximidade com o público, um custo menor na realização desse contato, além de uma análise melhor detalhada, sobre a relação da empresa com seus clientes.

 

Portanto, o inbound marketing trabalha com estratégias específicas, atuando para o melhor desempenho da sua marca, seja ampliando o público, crescendo o número de vendas ou conquistando prestígio ao seu nome.

Ficou com alguma duvida?

(62) 3261-6638 | Telefone Para Criação de websites (62) 98569-0961

Fale Consoco
X